CER - Companhia Energética de Roraima - firma novo TAC com o MPT

O CER - COMPANHIA ENERGÉTICA DE RORAIMA - firmou na tarde de ontem, dia 17 de janeiro de 2007, um novo TAC com o MPT e MPE de Roraima. Havia sido firmado um TAC, em Agosto/2006, no qual a Empresa se comprometia a contratar 300 trabalhadores aprovados em concurso público e demitir 240 mantidos irregularmente. Entretanto, até dezembro de 2006, prazo final do termo, a CER não havia cumprido integralmente o TAC, alegando a impossibilidade de se treinar os novos admitidos, colocando em risco a continuidade do serviço público.

Imprimir

A Procuradoria Regional do Trabalho da 11ª Região empenha crédito para construção da sua sede

No dia 18.12.2008, a Procuradoria Regional do Trabalho da 11ª Região empenhou o valor de R$ 12.344.646,30 (doze milhões de reais, trezentos e quarenta e quatro mil e seiscentos e quarenta e seis reais, e trinta centavos) para a construção de sua sede. A licitação teve apoio da CRO/12ª Região e a grande vencedora do certame público foi a empresa RD ENGENHARIA, a qual prometeu terminar todo o empreendimento em 01 (um) ano.

Imprimir

PRT-11 e SRTE/AM fazem reunião com a Mineração Taboca

not47-2008_media
not47-2008_media

A Procuradoria Regional do Trabalho da 11ª Região e Superintendência Regional do Trabalho no Amazonas, por seus respectivos representantes, Dr. Audaliphal Hildebrando da Silva - Procurador-Chefe - e Dr. Dermílson Carvalho das Chagas - Superintendente - realizaram uma reunião no dia 19.12.2008 com os empregados e sindicatos da Mineradora Taboca (distante 300 km de Manaus).
 

Imprimir

MPT pede punição de Sindicato por greve abusiva e da empresa TRANSMANAUS por não pagar 13º salário

A empresa TRANSMANAUS Ltda. que administra o sistema de transporte coletivo público urbano de Manaus não pagou até a presente data a primeira parcela do décimo terceiro salário de seus empregados, o que deu ensejo à deflagração de greve geral pelo Sindicato dos Rodoviários, domingo dia 30 de novembro de 2008.

 

O ato patronal vitimou os trabalhadores, que viram frustrada expectativa legítima de recebimento de verba de natureza salarial, no prazo legal, além de ser a motivação de greve que paralisou totalmente o sistema de transporte coletivo público, acarretando graves prejuízos à população da cidade de Manaus.

 

Imprimir